Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge
siga-nos RSS Facebook Twitter YouTube
Enviar E-mail

 José Alberto de Faria

 

José Alberto de FariaJosé Alberto de Faria, médico e higienista, nascido em Lisboa a 13 de Agosto de 1888.

Foi aluno do Colégio Militar. Formou-se em Medicina na Escola Médico-cirúrgica de Lisboa, com a tese Tuberculina no uso clínico, em 1911. Médico dos Hospitais Civis, por concurso em 1913, exerceu larga clínica em Lisboa.

Cedo entrou para os Serviços de Saúde Pública, onde fez uma carreira rápida e brilhante. Subdelegado de saúde de Lisboa, em 1914, é chamado para fazer serviço na Direcção-Geral de Saúde, em virtude do aparecimento de alguns casos de peste bubónica em 1916.

É nomeado inspector-chefe de Epidemias e Profilaxia de Moléstias Infecciosas, a 12-10-1926. Sobe a Director-Geral de Saúde, por aposentação do Professor Ricardo Jorge, a 20-12-1928.

Preocupado com a preparação de técnicos sanitários, mandou ao estrangeiro, com bolsas de estudo, em colaboração com a Fundação Rockefeller, médicos, engenheiros, químicos e visitadoras. Iniciou entre nós a visitação sanitária e criou os serviços anti-sezonáticos, com o Instituto de Malariologia, ainda em colaboração com a Fundação Rockefeller. Deu extraordinário impulso aos serviços de abastecimento de águas potáveis e às obras de esgotos das cidades e vilas. Como presidente da extinta comissão de Abastecimento de Águas à cidade de Lisboa, deve-se-lhe a duplicação de alguns sifões do aqueduto do Alviela e a instituição de cloragem das águas.

Esboçou a higiene social, fundando e auxiliando dispensários. Merecem-lhe especial atenção as relações da Higiene com a Assistência. Instituiu os primeiros Centros de Ssaúde, base de futuras reformas sobre medicina rural.

No campo da epidemiologia – a sua especialidade – esteve em todas as epidemias dos últimos decénios: na pandemia gripal, que assolou o país em 1918, no tifo exantemático, do Douro, às Beiras, nas infecções tífica, por vilas e aldeias. Foi professor do Curso de Hidrologia de Lisboa. Preside (1944) ao Conselho Superior de Higiene, à Junta Sanitária de Águas e ao Instituto Maternal.

É delegado de Portugal nas Organizações Sanitárias Internacionais e nas conferências e congressos respeitantes à Higiene Pública e Medicina Preventiva. Escreveu, além de colaboração em revistas científicas e profissionais, os seguintes trabalhos: Administração sanitária, O papel do médico dos municípios e do Estado na Luta contra as doenças infecciosas, Sobre o ensino sanitário, Sobre o tifo exantemático, Sobre os tratamentos fundamentais da tuberculose. A medicina social nas colectividades militares e Engenharia na salubridade.

Em os Preceitos sanitários relata a sua viagem de estudo das organizações sanitárias, e particularmente dos institutos de higiene e formações de higiene rural, na Polónia, Áustria, Hungria e Jugoslávia. Com o Dr. Rolla Hill, delegado em Portugal da Fundação Rockefeller, deu a público uma versão portuguesa (Exemplos de sanidade) do livro americano Cross – Sections of rural health progress, de H. S. Mustard M. D.

In Grande enciclopédia portuguesa e brasileira. Lisboa ; Rio de Janeiro : Editorial Enciclopédia. Vol. 10 (1944), p. 918-919.

 

Tuberculina

 

Administração Sanitária