Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge
siga-nos RSS Facebook Twitter YouTube
Enviar E-mail
 
28-01-2016 

 Inquérito Serológico Nacional: Reforçado recrutamento de participantes na Madeira 

 
 

Além do Laboratório de Análises Clínicas Dr. Joaquim Chaves e rede de laboratórios LABCO, o Inquérito Serológico Nacional 2015-2016, iniciativa promovida pelo Instituto Ricardo Jorge, conta agora com o apoio do Instituto de Administração da Saúde e Assuntos Sociais (IASAÚDE) para o recrutamento de participantes na Região Autónoma da Madeira (Ilha da Madeira e Ilha do Porto Santo). Este recrutamento vai decorrer nos hospitais e centros de saúde daquela região.

O INS 2015-2016 é o 3º inquérito a ser realizado em Portugal e o primeiro que abrange todo o território nacional (continente e regiões autónomas). Este estudo vai permitir conhecer o estado imunitário atual da população para as doenças contempladas no Programa Nacional de Vacinação (PNV), bem como para outras doenças infeciosas com impacto em Saúde Pública. O último ISN foi realizado em 2001-2002 mas apenas no território de Portugal Continental.

A confidencialidade dos dados de identificação e o anonimato nos resultados obtidos estão totalmente garantidos a todos os participantes no ISN. Quem realiza as análises e avalia os resultados não terá qualquer conhecimento da identificação do participante.

O PNV existe em Portugal desde 1965. Periodicamente, é preciso saber se as pessoas vacinadas estão realmente protegidas contra as doenças que se pretende evitar. Para isso, é preciso fazer uma análise ao sangue e verificar se existem determinados anticorpos, que são uma forma de defesa do nosso organismo, processo a que se chama “avaliação do estado imunitário”.

O ISN 2015-2016 tem um financiamento de cerca de setecentos mil euros, dos quais 85 por cento são assegurados pela Islândia, Liechtenstein e Noruega, através do Programa Iniciativas em Saúde Pública dos EEA Grants, e 15% pelo Estado Português. Os EEA Grants (European Economic Area Grants) destinam-se a apoiar iniciativas e projetos em diversas áreas programáticas, com vista a reduzir as disparidades económicas e sociais e reforçar as relações bilaterais entre os Estados Doadores e os Estados Beneficiários.

Para mais informações, consulte a área do Inquérito Serológico Nacional 2015-2016.