Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge
siga-nos RSS Facebook Twitter YouTube
Enviar E-mail
 
27-01-2017 

 Instituto Ricardo Jorge publica mais de 150 artigos científicos em 2016 

 
 

O Instituto Ricardo Jorge publicou, em 2016, mais de 150 artigos científicos em revistas internacionais da especialidade, o que representa um incremento de 12 e 40% em relação a 2012 e a 2013. Alguns destes artigos foram publicados em revistas de elevado fator de impacto nas áreas das doenças respiratórias, doenças sexualmente transmissíveis, doenças gastrointestinais, resistência aos antimicrobianos, segurança alimentar, toxicologia e composição dos alimentos, entre outras.

Na área das doenças infeciosas, por exemplo, destacam-se trabalhos publicados no New England Journal of Medicine e na Nature Reviews Microbiology. Toxicidade de nanomateriais, genotoxidade ambiental, qualidade do ar interior, saúde mental, doenças cardio e cérebro-vasculares, doenças congénitas e efeitos do calor e do frio na saúde, foram outras das principais áreas de atuação do Instituto Ricardo Jorge com artigos publicados em revistas internacionais, editadas por grupos como Elsevier, Wiley, Taylor & Francis, Oxford e Nature.

Entre 2013 e 2016, registou-se uma evolução em praticamente todos os indicadores relacionados com a produção científica literária do Instituto Ricardo Jorge, com um aumento no número de comunicações orais e posters em reuniões científicas de 30 e 46% respetivamente. Em relação a estes dois indicadores, foram efetuadas no ano passado mais de 400 comunicações em reuniões científicas nacionais e internacionais.

As publicações científicas e técnicas produzidas pelo Instituto Ricardo Jorge, quer sejam editadas pela própria instituição ou editores internacionais, são disponibilizadas no repositório científico do Instituto. Estes conteúdos, que incluem artigos de revistas científicas, comunicações orais, posters, relatórios, teses e dissertações académicas, documentos de orientação técnica, entre outras publicações, podem ser recuperados por autor, título, ano de publicação, assunto e por áreas especializadas de trabalho.