Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge
siga-nos RSS Facebook Twitter YouTube
Enviar E-mail

 Colecção Documental

 

Constituição
O fundo documental da Biblioteca do Instituto Ricardo Jorge constituiu-se a partir do acervo da extinta Junta de Saúde Pública (criada em 1813) e do Laboratório de Higiene de Lisboa (fundado em 1881), incorporado neste Instituto a 24 de Dezembro de 1901. A colecção foi inicialmente actualizada com obras adquiridas pela Direcção-Geral de Saúde desde a sua criação em 1899, ofertas de publicações nacionais e estrangeiras e ainda com as sucessivas ofertas do director-fundador do Instituto, o Doutor Ricardo Jorge.

Reunindo actualmente fundos especializados em Ciências da Saúde que ascendem a mais de 30 500 monografias e 400 títulos de periódicos nacionais e estrangeiras, o acervo da Biblioteca do Instituto Ricardo Jorge apresenta, naturalmente, uma incidência especial em bibliografia na área da Saúde Pública nos domínios de acção do Instituto − Alimentação e Nutrição, Doenças Infecciosas, Epidemiologia, Genética Humana, Promoção da Saúde e Doenças Não Transmissíveis, e Saúde Ambiental −  nas suas áreas específcas de trabalho.

Os fundos estão em permanente actualização e desenvolvimento por via do estatuto Biblioteca OMS de referência, aquisições por compra, oferta, permuta e doações, sendo privilegiado na política de aquisições por compra as propostas elaboradas pelas unidades operativas do Instituto Ricardo Jorge. Merecem especial referência os núcleos bibliográficos históricos que têm vindo a ser incorporados na Biblioteca do Instituto Ricardo Jorge provenientes de extintos ou restruturados serviços do Ministério da Saúde, nomeadamente da Secretaria-Geral do Ministério da Saúde, Direcção-Geral da Saúde (DGS), Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT), Coordenação Nacional para a Infecção VIH/SIDA (CNSIDA) e do Serviço de Luta Antituberculosa (SLAT).

Colecções
As espécies bibliográficas encontram-se organizadas em duas grandes colecções constituídas com base num critério temporal e ainda segundo outros critérios como temas ou características especiais, agregando conjuntos de colecções topograficamente individualizadas.

  1. Fundo Geral
  2. Colecções especiais

Acesso e preservação
A consulta local das obras do fundo geral é de livre acesso, encontrando-se a informação organizada por grandes áreas temáticas, de acordo com a classificação da National Library of Medicine - NLM (Bethesda, Maryland, USA) e as colecções especiais estão acessível mediante reserva de consulta. O acervo, na sua grande maioria, está igualmente pesquisável à distância através das novas tecnologias, assegurando-se a pesquisa bibliográfica em linha.

O acesso pode ter lugar noutras bibliotecas através do serviço de empréstimo interbibliotecas ou directamente em linha, no caso de obras digitais ou digitalizadas, através da Biblioteca Digital do Instituto Ricardo Jorge. Neste âmbito, para divulgar, facilitar o acesso e fazer face à procura das suas colecções patrimoniais, garantindo, ao mesmo tempo, a preservação das espécies, cujo papel é na maior parte dos casos especialmente frágil, o Instituto Ricardo Jorge tem vindo a desenvolver um programa de digitalizações que incide principalmente sobre espécies com valor histórico de salvaguarda da memória e identidade do Instituto e obras raras em Saúde Pública integradas no seu acervo.