Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge
siga-nos RSS Facebook Twitter YouTube
Enviar E-mail

 Genotoxicidade Ambiental

 

A actividade de I&D em genotoxicidade ambiental visa contribuir para o conhecimento da interacção gene-ambiente focando, essencialmente, os seguintes aspectos: i) identificação e caracterização de efeitos genotóxicos de agentes ambientais (químicos, físicos e biológicos) em sistemas celulares, em modelos animais e no homem; ii) elucidação dos mecanismos moleculares subjacentes a esses efeitos; iii) e identificação de factores genéticos moduladores da resposta individual a xenobióticos.

No que se refere à função observatório, salienta-se o seu papel na biomonitorização de grupos da população portuguesa expostos (exposição ocupacional, ambiental ou acidental) a agentes potencialmente mutagénicos e/ou carcinogénicos, com o intuito de gerar conhecimento que suporte acções de prevenção do impacto negativo da exposição na saúde humana.

A função referência concretiza-se através da colaboração em projectos internacionais de harmonização e validação de ensaios de genotoxicidade. Por outro lado, o apoio à decisão clínica realiza-se através da oferta do diagnóstico de síndromes raros de instabilidade cromossómica e do estabelecimento de linhas linfocitárias imortalizadas de doentes com patologias genéticas, destinadas ao seu diagnóstico e/ou investigação.