Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge
siga-nos RSS Facebook Twitter YouTube
Enviar E-mail

 VDM

 

Apresentação

O sistema de Vigilância Diária da Mortalidade (VDM) é um sistema que visa a monitorização, diária e semanal, da mortalidade por todas as causas ocorrida em Portugal. Foi implementado no Departamento de Epidemiologia (DEP) do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (Instituto Ricardo Jorge), datando a sua primeira versão de 2004. Em 2007 tornou-se um sistema automático com cobertura nacional, mantendo-se operacional desde então.

Resulta de uma colaboração com o Instituto de Registos e Notariado (IRN) e o Instituto das Tecnologias de Informação na Justiça (ITIJ) - agora integrados no Instituto de Gestão Financeira e Equipamentos da Justiça (IGFEJ) - que diariamente envia por e-mail um ficheiro com os registos de óbitos do dia anterior. Este ficheiro contém apenas a informação necessária à monitorização como garantia da confidencialidade dos dados.

A mortalidade por todas as causas é um importante indicador de saúde pública e dessa forma a sua monitorização contínua e sistemática permite estimar o impacto atual de doenças, epidemias, fatores climatéricos e ainda a magnitude do impacto de epidemias futuras. Constitui assim uma importante ferramenta que disponibiliza informação epidemiológica às instituições públicas decisoras, para suporte da intervenção e de programas ou de políticas de saúde, tanto regionais como nacionais, com o objetivo de minimizar os efeitos de eventos associados a excessos de mortalidade.

Registos e vigilância da mortalidade - procedimentos

Após a atualização diária da base existente no Instituto Ricardo Jorge, os dados são analisados com produção de informação diária e semanal da mortalidade “por todas as causas” ocorrida em Portugal, com relevo para a estratificação por Região (de saúde ou administrativa), Sexo e Grupo Etário (0-14, 15-24, 25-44, 45-64, 75-84, e 85 e mais anos).

Divulgação

Diária
O boletim diário é composto por dois ficheiros. Um com informação gráfica (contém gráficos temporais da mortalidade para os diversos estratos, com linhas de base, bem como um gráfico comparativo com os últimos 4 anos)  e outro com informação numérica (contém tabela com informação dos últimos 14 dias bem como a média da mortalidade dos últimos 4 anos nos mesmos dias para comparação). Se o valor diário se encontrar acima do valor médio mais um desvio padrão a sua cor é alterada para vermelho.

Este boletim é divulgado a um grupo restrito de decisores, profissionais e serviços públicos, ou com relação contratual com o Ministério da Saúde.

A informação diária é também enviada para alimentar o Dashboard da Saúde da Direção-Geral da Saúde no que respeita à Mortalidade “por todas as causas”.

Semanal
Os dados agrupados por semana são usados para estudar os efeitos das epidemias de gripe, e também para participar no projeto europeu European Monitoring of Excess Mortality for Public Health Action (EuroMOMO), que envolve a recolha de dados semanais resultantes da vigilância da mortalidade em vários países europeus. Este projeto permite comparar os desvios à mortalidade esperada entre diferentes países em tempo real e de forma harmonizada, contribuindo para o delineamento de estratégias concertadas de saúde pública a uma maior escala e para responder a situações de risco, tais como epidemias ou pandemias de gripe, bem como ondas de calor ou vagas de frio.

Esta informação é divulgada semanalmente ao público geral pelo contributo para o Boletim de Vigilância Epidemiológica da Gripe, para o Boletim Europeu da Mortalidade e para o Boletim Europeu de Vigilância da Gripe.

Alertas
Além da comparação diária do número de óbitos ocorridos com a média dos óbitos ocorridos no mesmo dia dos últimos quatro anos, que permite a identificação de dias com excesso de mortalidade, é ainda possível a identificação de períodos (dias) de alerta com as linhas de base calculadas para cada estrato da população (sexo, grupo etário e região). Considera-se alerta quando a contagem de óbitos excede o limite superior do intervalo de confiança de 95% da linha de base, durante 2 períodos consecutivos e termina quando se observarem 2 períodos abaixo da mesma, ou quando uma contagem excede num só período o limite superior de confiança a 99% da linha base, deixando o estado alerta novamente com 2 períodos abaixo. O mesmo acontece para a análise semanal.

Publicações
Excess mortality among the elderly in European countries, December 2014 to February 2015
Eurosurveillance 2015; Vol. 20, Issue 11
K Mølbak, L Espenhain, J Nielsen, K Tersago, N Bossuyt, G Denissov, A Baburin, M Virtanen, A Fouillet, T Sideroglou, K Gkolfinopoulou, A Paldy, J Bobvos, L van Asten, M de Lange, B Nunes, S da Silva, A Larrauri, I L Gómez, A Tsoumanis, C Junker, H Green, R Pebody, J McMenamin, A Reynolds, A Mazick.

Excess mortality among the elderly in 12 European countries, February and March 2012
Eurosurveillance 2012; Vol. 17, Issue 14
Mazick A, Gergonne B, Nielsen J, Wuillaume F, Virtanen MJ, Fouillet A, et al.

Pooling European all-cause mortality: methodology and findings for the seasons 2008/2009 to 2010/2011
Epidemiology and Infection 2013 Sep;141(9)
Nielsen J, Mazick A, Andrews N, Detsis M, Fenech TM, Flores VM, Foulliet A, Gergonne B, Green HK, Junker C, Nunes B, O'Donnell J, Oza A, Paldy A, Pebody R, Reynolds A, Sideroglou T, Snijders BE, Simon-Soria F, Uphoff H, VAN Asten L, Virtanen MJ, Wuillaume F, Mølbak K.

The new automated daily mortality surveillance system in Portugal
Eurosurveillance 2010; Volume 15, Issue 13
P J Nogueira,  A Machado, E Rodrigues, B Nunes, L Sousa, M Jacinto, A Ferreira, J M Falcão, P Ferrinho

Contactos

Susana Pereira da Silva
(+351) 217 526 488
susana.pereira@insa.min-saude.pt | vdm@insa.min-saude.pt
Morada: Av. Padre Cruz, 1649-016 Lisboa